O que é Tumor Cerebral?


Tumores são uma aglomeração anormal de tecido corporal. Os tumores podem surgir em diversas regiões do corpo, entre elas o cérebro. Quando eles se alojam no cérebro, podem ser bastante nocivos, podendo danificar estruturas vitais.

Os Tumores Cerebrais podem ser classificados como benignos ou malignos, sendo os benignos formações menos perigosas que crescem lentamente e apresentam maiores chances de cura. Os malignos, por outro lado, se espalham rapidamente pelo cérebro e são bastante perigosos.

A principal característica dos tumores malignos é o poder de metástase, fenômeno caracterizado pelo desprendimento de células do tumor que entram na corrente sanguínea e se alojam em outra parte do corpo, gerando outro tumor. Tumores benignos não apresentam essa característica.

Dentre os Tumores Cerebrais existem diversos tipos, que se alojam em regiões diferentes do crânio. O tipo mais comum é o meningioma, que ataca as meninges. Existem ainda os meduloblastomas, que afetam o cerebelo, e os craniofaringiomas, que atacam o duto craniofaríngeo.

Tratamentos:

As características do tumor e sua localização no cérebro irão definir o melhor tratamento a ser aplicado, bem como as condições de saúde do paciente. A técnica mais tradicional é a cirurgia de remoção da lesão e é a que apresenta melhores resultados.

Em casos onde o tumor está alojado em uma região de difícil acesso no cérebro, é possível realizar a cirurgia de remoção parcial, que irá retirar o máximo possível de massa tumoral. Existe também a biópsia estereotáxica, que, por meio de coordenadas adquiridas com um exame de imagem, utiliza um arco de estereotaxia para retirar um pequeno fragmento do tumor, que será analisado pelo médico patologista.

Outra técnica usada frequentemente é a radioterapia, aplicada em conjunto com a cirurgia de retirada parcial, para atingir resultados melhores. A técnica consiste na aplicação de pequenas doses de radiação, que irão atacar e controlar a replicação das células tumorais.

IMPORTANTE: As informações contidas neste site têm caráter informativo e educacional e de nenhuma forma devem ser utilizados para autodiagnóstico, autotratamento ou automedicação. Quando houver dúvidas, um médico deverá ser consultado. Somente ele está habilitado para praticar o ato médico, conforme recomendação do Conselho Federal de Medicina.